Poemas que gosto, poemas que nem gosto, mas que vem brincar por aqui por acaso...

Poema ao acaso

Ocorreu um erro neste gadget

10 junho, 2007

Estivemos na Livraria Realejo

O dia estava bonito em Santos. No meio do feriado de Corpus Christi resolvemos fazer uma surpresa para Yara e a família seguiu como cronópios sem lugar reservado para dormir.
Próximo à Praça da Independência, na região central ds cidade, a Livraria Realejo atrai público certo com seus agradáveis happy hours com música e café expresso bem tirado.
Nessa sexta-feira, chorinho.
Depois, um bate-papo bem intimista no mezzanino com Yara Camillo, apresentando "Volições" para os santistas.
O público, já embalado pela música, envolveu-se com as leituras dos contos de Yara. Tudo conspirou para um evento agradável, com um bate-papo intermediado por Alfredo, professor de literatura e colunista de A Tribuna de Santos.


Nenhum comentário:

O novo Ano Novo...